Notícias

Jair Bolsonaro sugere a Paulo Guedes que reforma tributária seja fatiada

Tamanho da Fonte

A- A+

"Quando quer resolver tudo, a bancada dos governadores puxa para um lado", disse o presidente

Por: UOL Economia | 11/03/2021

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse considerar a aprovação da reforma tributária mais complicada do que as outras reformas e que, por isso, pediu ao ministro da Economia, Paulo Guedes, para “fatiá-la”. A proposta está parada no Congresso Nacional. “A reforma administrativa é mais tranquila. Todos os servidores que estão aí vão manter os seus direitos. A outra reforma, a tributária, é mais complicada”, disse Bolsonaro, em entrevista à CNN Brasil.

“Quando quer resolver tudo, no final da linha, a bancada dos governadores puxa para um lado, a bancada que atende a prefeitos puxa para o outro, e a oposição puxa pra outro. E você precisa de uma maioria qualificada. Impossível aprovar. Eu tenho falado com o Paulo Guedes que essa reforma seria muito bom se ela fosse feita de forma fatiada, que seria uma garantia de você avançar. Seria uma garantia de você avançar”, disse Bolsonaro.

“ Se jogar tudo na mesa e perder, a resposta não é boa para economia, para a Bolsa, dólar e para o Brasil como um todo”, continuou o presidente, em seguida. No ano passado, o governo enviou um projeto para unificar impostos federais, mas não apresentou outras propostas que que prometeu, como a desoneração da folha de pagamento com criação de novo imposto.

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a expectativa dos presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), foi a de que o relatório da reforma tributária fosse apresentado até o fim de fevereiro. No entanto, ainda não há previsão para esta etapa inicial. O relator, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), ainda está em negociação com partidos.