Notícias

Produtos mais saudáveis são apostas da indústria Xuk Bebidas, no Rio Grande do Sul

Tamanho da Fonte

A- A+

Com redução no açúcar nos fabricados, empresa mantém padrão de qualidade dos refrigerantes

Por: Frente Parlamentar | 23/03/2020

A indústria Xuk Bebidas, em Santa Cruz do Sul, a 150 quilômetros de Porto Alegre, foi planejada pelo fundador e diretor, Sergio Luiz Shuck, 68, para ser referência no mercado de bebidas do Rio Grande do Sul. Criada em 30 de outubro de 1992, a empresa, que iniciou como envasadora de bebidas quentes e refrigerantes, mantém produção focada na preservação do meio ambiente e investe em produtos mais saudáveis aos consumidores.

Associada da Afrebras (Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil), a indústria gaúcha começou com apenas sete colaboradores. Hoje conta com um quadro de mais de 70 funcionários. Segundo Shuck, o negócio vem crescendo a produção cerca de 32% ao ano, chegando a fabricar mais de 3 milhões de unidades entre seus 80 produtos.

Vista aérea da fábrica Xuk Bebidas, em Santa Cruz do Sul (RS) – Foto: Arcevo da empresa

Percepção para empreender

O diretor explica que a motivação para criar a fábrica surgiu da falta de opções no mercado de refrigerantes do Brasil. “Na época [anos 1980], o país vivia uma escassez de variedades. Quando tive essa percepção, aproveitei que já trabalhava no setor de fabricantes de bebidas para fazer o investimento”, relembra ele.

Schuck trabalhou durante quatro anos em uma indústria que fabricava bebidas alcoólicas e refrigerantes, pertencente à família de sua esposa, Nadir Lambert Schuck, de 68 anos. Engenheiro agrônomo e pós-graduado em tecnologia de alimentos, afirma que a experiência no setor e a suas formações acadêmicas o ajudaram a trilhar o caminho para se tornar empresário de bebidas.

“Na engenharia agrônoma, nós também trabalhamos com vegetais e derivados utilizando tecnologia. As bebidas são derivados de vegetais”, explica. “Tive experiências engarrafando bebidas alcóolicas e não alcóolicas e também participava em outros processos em indústrias de bebidas. O setor [de bebidas] se encaixa perfeitamente na minha especialidade”, ressalta o diretor.

No início do negócio, Schuck contava com apoio de seus filhos, Miguel Lambert Schuck, Marcio Lambert Schuck e Marco Lambert Schuck, que, mesmo jovens, auxiliavam na produção e envase de refrigerantes e bebidas quentes. Sua esposa, Nadir Lambert, que é formada em administração de empresas, chegou a ajudar no início do negócio organizando o financeiro da empresa. Hoje, já adultos, os filhos de Sergio Schuck seguem os passos do pai, o auxiliando no comando operacional da Xuk Bebidas.

Bebidas mais saudáveis e mix de produtos

A indústria conta com duas linhas de refrigerantes: a Xuk e a Skap, fabricadas nos sabores guaraná, cola, pomelo, uva, limão, laranja, cola com limão e abacaxi, nas embalagens de 2 litros, 500 ml e 600 ml, que também tem a versão retornável. Além disso, a empresa também conta com um repertório com quase 80 produto com bebidas quentes, água mineral e sucos.

Para as linhas de refrigerantes houveram reduções de 80% do açúcar da linha Skap e de 20% na linha Xuk. O diretor diz que a redução serve para mostrar aos críticos dos refrigerantes que sempre tem como melhorar, ao invés de tentar eliminar o consumo da bebida pelo Brasil.

‘Durante a produção, nós usamos nestas duas linhas um blend [conjunto de ingredientes] especial com edulcorantes artificiais, que aproximam o sabor final do refrigerante com o açúcar original”, destaca. “Isso nos faz diferentes da maioria das indústrias do Rio Grande do Sul e mostra pra grande mídia, que bate na fama dos refrigerantes para promover riscos à saúde, que podemos produzir bebidas mais saudáveis sem perder a qualidade”, assevera Schuck.

A empresa Xuk Bebidas distribui para aproximadamente 60% dos municípios do Estado e já aproveitou a proximidade da região para exportar para o Paraguai e Uruguai. Ele ressalta que os países aceitavam os valores propostos para exportação e que as isenções fiscais foram os principais motivos para a relação comercial internacional. No entanto, o diretor pondera que foram feitas apenas cerca de quatro distribuições a esses países, e que mesmo com as facilidades, optou por continuar a distribuir apenas no Rio Grande do Sul.

Leis de incentivo e ações solidárias

Inspirados em ajudar e incentivar quem mais precisa, a indústria também se solidariza e participa há cinco anos da lei de incentivo ao esporte e já contribuiu por aproximadamente um ano com a lei de incentivo à cultura. De acordo com Schuck, “a participações da fábrica na formação de uma sociedade melhor é a maior motivação que eles têm para, sempre que puder, ajudar”.

“É um orgulho e satisfação enorme para a  Xuk Bebidas poder contribuir na formação social desses jovens. Afastando-os do mundo das drogas e os ensinando a praticar esportes, como futebol, tênis e corrida de carros, estaremos favorecendo a um mundo melhor no futuro. É lindo, quando vejo que, com nossa ajuda, eles viajam, se divertem, socializam, aprendem e desfrutam de coisas boas”, se emociona o diretor.

Além de patrocinar o time de futebol da cidade, o Futebol Clube Santa Cruz, a fábrica também investe na Eiss Stock, uma modalidade olímpica de inverno, que teve no início deste ano um campeonato realizado na Europa. Televisionado pela rede de televisão Bandeirantes, a corrida de carros esportivos Mercedez Challenge também recebe o apoio financeiro da indústria Xuk Bebidas.

Para Schuck, além da oportunidade de ter desconto em alguns impostos, como ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), através da participação nas leis de incentivo ao esporte e à cultura, é uma oportunidade de divulgar a marca.